WhatsApp Image 2022-05-06 at 19.07.04.jpeg

Como preservar fotografias ?

Rafael Sgari.jpeg

Rafael M. Sgari - Porto Alegre
 

   Atua no mercado fotográfico e de arte visual. É formado em Sistemas de Informação e possui pós-graduação em Gestão Estratégica de Negócios.       Depois de atuar dentro das áreas de sua formação, a arte acabou falando mais alto. Em 2010,começou a se interessar pela arte fotográfica e desde então, tem se envolvido em atividades voltadas para este mercado. O que era um hobby se transformou em um negócio. Em 2017 fundou a R.M.Sgari Photography, onde apresenta e comercializa suas obras.
  É integrante do Fotoclube Porto-Alegrense praticamente desde a sua fundação, onde exerceu o cargo de diretor financeiro entre os anos de 2020 e 2021. Participa ativamente de concursos fotográficos e também exposições coletivas.
  Sgari além de fotografar e gerir a sua empresa, também ministra cursos voltados a edição.

 

Email: rmgariphotography@gmail.com

Fone / WhatsApp: +55 51 991084366

Instagram: @rmsgariphotography
https://www.sgari.com.br/

AndreNery.jpg

André Ney - Porto Alegre
 

   Atua como fotógrafo desse meados dos anos 90. Arquitetura e natureza são os temas preferidos. 

   Completamente convertido ao formato digital, se especializou no tratamento de imagens como forma de agregar valor ao trabalho de fotografia. 

  Por esse motivo, tornou-se instrutor nos aplicativos voltados ao fluxo de trabalho e tratamento de imagem, sendo um dos pioneiros no estado. 

   Graças ao seu conhecimento na área digital, presta consultoria para inúmeros profissionais e empresas que buscam soluções para casos específicos nesta área.

Dirceu Chirivino.jpeg

Dirceu Chirivino - Bagé RS  


  Com um ano de idade sua família transferiu-se para Uruguaiana, de onde Dirceu, com 17 anos, partiu para Porto Alegre. Começou suas atividades no meio editorial com 18 anos de idade, em 1959, no jornal Ultima Hora, à época recém instalado na Capital gaúcha. 

   Ali recebeu as primeiras orientações técnicas sobre o armazenamento organizado de negativos fotográficos e fotos em papel.

   Em 1963 provisionou-se como jornalista profissional sob o registro nº 1820.

   O jornal Ultima Hora de Porto Alegre fazia parte uma rede nacional, que praticava uma linha editorial de extrema esquerda.  Em 1964 foi fechado pelo Golpe Militar.  Foi então que, o último diretor do UH no Sul, o moderado jornalista Ary de Carvalho, com o apoio de uns poucos empresários locais, fundou em 4 de maio de 1964, o Zero Hora, aproveitando as instalações físicas e parte do grupo de funcionários do extinto Ultima Hora. 

   Dirceu fazia parte desse grupo e permaneceu na nova empesa (ZH) até o início de 1965, quando foi convidado e aceitou participar da instalação de um novo Arquivo Fotográfico na Cia. Jornalística Caldas Junior, que editava os diários Correio do Povo, Folha da Tarde e Folha da Tarde Esportiva (depois Folha da Manhã).

   Na Caldas Junior trabalhou até 2017, com uma interrupção de cerca de um ano, a partir de julho de 1984, quando o Correio do Povo e os outros veículos do grupo estiveram fechados. 

   Nesse interregno, instalou o Arquivo Fotográfico do Jornal do Comércio. 

   Retomou suas atividades no Correio do Povo em maio de 1986, então sob a gestão dos empresários Renato e Carlos Ribeiro. Em maio de 2008 recebeu a incumbência de estruturar (paralelamente com sua função de coordenador do CPMemória) a coluna Há Um Século no Correio do Povo, de cuja edição participou ativamente e até 2017

   Concomitante com suas atividades no Correio do Povo, desde setembro de 1988 Dirceu trabalhou na Revista Amanhã, de economia. 

   Foi contratado, ainda antes da era digital ter se instalado nas empresas de comunicação, pelo menos no Brasil, para montar um acervo de recortes de jornais e revistas, cujos conteúdos seriam fontes de consulta para a Redação. Com o advento da Internet, o projeto tornou-se obsoleto e Dirceu passou a colaborar na Redação da Amanhã, assinando uma coluna chamada Negócios. Depois passou a atuar como repórter, especialmente na cobertura de eventos do meio empresarial, atividade que exerceu até 2018, quando encerrou sua carreira como jornalista profissional.